Comentadores · imprensa · jornais · Record · Uncategorized

O Fungágá da Bicharada

Alexandre Pais

Quando deparei com a página de Alexandre Pais, lembrei-me da canção do Avô Cantigas, que deu título a este post. Não por causa da idade do ex-director do Record, tomara eu chegar a essa proveta idade com a sua sagacidade mas com mais humor e, já agora, com mais memória.

O “papagaio mor do reino” foi a expressão usada pelo major Vasco Brazão (caso Tancos) para se referir alegadamente e supostamente a comentadores televisivos. Claro que um jornalista experiente como Alexandre Pais, está inteirado deste assunto, lembrando-se também de outra ave canora celebrizada pelo treinador Manuel José, quando chamou ao dirigente encarnado, Mendes Pinto de “papagaio do pirata”.

Resta agora a brincadeira à volta do “rato”, uma descoberta que vai cair no anedotário nacional, enquanto não surgir outro animal qualquer,  a reclamar o seu lugar ao sol, neste autêntico “zoo” em que se tornou este país, onde não faltam touros, camelos e toupeiras.

Não se fala aqui do boi a que alude o Alexandre Pais, inventado pela estação de Carnaxide, que meteu no ar o som onde Pedro Ribeiro (ex-treinador do Belenenses) dizia “Ó boi, deu-me um soco”. Há uma grande diferença entre o que foi dito e o que queria “inventar” o grupo da Cofina. Se quiserem esclarecer o assunto e não “crucificar” a qualquer custo o treinador do FC Porto, melhor seria perguntar ao Pedro Ribeiro, que explique o que queria dizer. Principalmente o medo que tinha por ir prestar declarações à Liga, por temer que o FC Porto lhe metesse um processo por falsas declarações.

Por isso Sr. Alexandre Pais, quem escondeu o “boi do Jamor” não foi o FC Porto,