Uncategorized

Ali Babá e os 17 deputados

Deputados na Luz 2017

Através da janela, os cartilhados oficiais e os notas soltas, reagiram de imediato às críticas sobre a confraternização do Ali Babá com os deputados encarnados.

Claro que, a homilia do responsável da cartilha, ensinou que a melhor resposta a dar pelos “papagaios”, devia versar sobre a “confraternização usual levada a cabo pelos três grandes de Portugal com os deputados portugueses”.

Não se critica a iniciativa, embora fosse engraçado esclarecer porque, este ano, só estiveram presentes cerca de 20 deputados, quando nos três anos anteriores tinham marcado presença entre 70 a 80 deputados.

A critica que se faz é apenas, tal como tinha sido feita aquando da presença do primeiro-ministro, o verdadeiro, sentado ao lado do “primeiro-ministro” do estado lampiânico, a presença dos deputados ao lado de um dos maiores devedores à banca portuguesa e com cadastro criminal, Luís Filipe Vieira.

O “primeiro-ministro” encarnado, foi presente em Julho de 1993, no 3º Juízo Criminal, do Tribunal Criminal da Boa Hora, acusado do crime de Roubo e Instigação ao Roubo e que, confirmados os factos de que ia acusado, foi condenado à pena de 20 meses de cadeia efectiva, sentença transitada em julgado e proferida pelo Ilustríssimo Juiz-Presidente Dr. Afonso Henrique de Cabral Ferreira… mas não demonstrou qualquer arrependimento.

É um dos maiores devedores à banca portuguesa, 600 milhões ao BES, mas também a Benfica SAD, de acordo com o último relatório e contas, tem uma dívida de 111,5 milhões de euros para com o Novo Banco. Para além da dívida da SAD, também a Benfica Estádio tem uma dívida ao Novo Banco no valor de 50 milhões de euros.

A Hipocrisia dos Deputados

Agora, entramos na fase mais tenebrosa desta visita a Luís Filipe Vieira, o beija-mão ao Rei do Calote.

Entre os 17 deputados presentes, sim porque o resto (familiares e funcionários da Assembleia da República), foi só para encher a fotografia, encontravam-se nada mais nada menos que deputados que fizeram parte da Comissão Parlamentar de Inquérito à gestão do BES e Grupo Espírito Santo, a saber: Pedro Alves, Duarte Pacheco e Paulo Dias Oliveira do PSD e Telmo Correia do CDS/PP,  que, como se comprova com a foto abaixo, foi solicitada pelos deputados do PCP, onde se incluía a visitante da Luz, Rita Rato

Captura de tela 2017-07-05 01.04.08

Além disso três deputados do PSD, Duarte Pacheco, Inês Domingos e Carlos Silva foram responsáveis na AR da pergunta ao governo nr. 4536/XIII/2 onde se solicitava “informação sobre o acordo para os lesados do Grupo Espirito Santo”.

Se a isto juntarmos os nomes de Carlos Silva (PSD), Hortense Martins (PS) e José Luis Ferreira (PEV) como pertencentes à Comissão Parlamentar de Inquérito ao Processo de Nacionalização, Gestão e Alienação do Banco de Negócios (BPN), ficamos com o ramalhete completo, juntando ainda a cereja no topo do bolo, com Nuno Magalhães, um dos comensais neste repasto encarnado, a prometer na altura que “todas as fases do processo serão analisadas na comissão de inquérito.

Captura de tela 2017-07-05 01.05.09

Para o fim deixamos essa figura de “cartilheiro”, Telmo Correia, que foi o perorador de serviço no encontro com o Ali Babá e que hipocritamente como dissemos em cima, fez parte da Comissão Parlamentar de Inquérito à gestão do BES e Grupo Espírito Santo e foi também figura na Comissão de Inquérito parlamentar sobre a nacionalização e reprivatização do BPN.

Captura de tela 2017-07-05 01.05.25

Telmo Correia o omnipresente, não só nas comissões de inquérito onde o seu “primeiro-ministro” era um dos burlões, mas um dos que recebem semanalmente a “cartilha do Janela”, pois está presente em três programas de relevo, na BTV, na RTP e na Antena 1.

 

Estes deputados que tão porfiados estavam na Comissão de Inquérito aos lesados do BES e BPN, foram prestar vassalagem ao responsável pela divida de 600 milhões de euros ao banco. Não tiveram vergonha de se sentar e deixar fotografar ao lado do caloteiro e cadastrado Luís Filipe Vieira, por isso também não se incomodam que para a posteridade, aqui fiquem os nomes dos “vassalos”

Captura de tela 2017-07-05 02.14.26

Assim vai o estado da nação, com um “primeiro-ministro” de pacotilha” e uns deputados hipócritas e sem vergonha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s